21/07/2017
POLÍTICA
Ações de Parnaíba atraem espanhóis
Índices de segurança do município, além de projeto de fomento de negócios, têm chamado a atenção no Brasil e no exterior
Haydée Eloise Ribeiro Maciel
Feira de negócios atraiu 13.500 visitantes e negócios

Em abril deste ano, Santana de Parnaíba participou do Foro Mundial sobre las Violencias Urbanas y Educación para la Convivencia y la Paz, em Madrid, na Espanha.

“Fomos convidados para fazer uma palestra sobre a segurança pública no município”, explica Mauro Brunetto, secretário da secretaria Municipal de Emprego e Desenvolvimento Econômico e Social (Semedes). A palestra foi ministrada pelo prefeito, Elvis Cezar (PSDB).

Segundo Brunetto, os bons índices de segurança pública da cidade levaram ao convite. Hoje, Santana de Parnaíba é considerada a cidade mais segura da região metropolitana, desde 2014.

No Fórum da capital espanhola, autoridades de Barcelona se interessaram por Parnaíba, “não apenas pelos índices de segurança, mas também pelo projeto de fomento de negócios do município”, acrescenta Brunetto.

As cidades acabaram firmando um convênio. “O convênio é de cooperação bi lateral entre as cidades, envolvendo tecnologia, negócios, investimentos”, diz ele.

Os espanhóis já vieram três vezes ao município; na terceira, representantes estiveram na II Feira de Negócios e Emprego, que ocorreu de 12 a 14 de julho, no “Agora, estamos trabalhando para trazer empresas de Barcelona para Parnaíba”, ressalta Brunetto.

A cidade foi eleita coordenadora de fomento e negócios dentro do Mercosul, e tem feito convênios e acordos bilaterais com cidades do eixo. “Por exemplo, temos empresas uruguaias interessadas em comprar solvente de empresa instalada na Fazendinha. E queremos também trazer empresas de lá para nossa cidade”, enfatiza.

De 2013 para 2016, Santana de Parnaíba pulou da 52o posição para a 9o no ranking das melhores cidades para se investir no Brasil.
III Feira de Negócios

O evento, com mais de 350 expositores, recebeu 13.500 visitantes nos três dias. “Foi bem expressivo. Do total, 95% das empresas fizeram negócios ou iniciaram negócios. Além disso, as companhias divulgaram suas marcas e produtos”, afirma Brunetto. E complementa: “Fazendo um cálculo inicial, foram feitos R$ 65 milhões em negócios esse ano.”

A novidade deste ano foi o balcão de empregos. Ao todo, 6.576 currículos foram entregues. “Desses, 789 foram encaminhados para as diversas vagas e ainda está ocorrendo o direcionamento de currículos”, afirma o secretário da Semedes.

Na primeira edição da Feira de Negócios e Emprego, participaram um pouco mais de 30 empresas. Na segunda, foram 130.

O secretário Mauro Brunetto e o prefeito Elvis Cezar (PSDB)

O evento, com mais de 350 expositores, recebeu 13.500 visitantes nos três dias. “Foi bem expressivo. Do total, 95% das empresas fizeram negócios ou iniciaram negócios. Além disso, as companhias divulgaram suas marcas e produtos”, afirma Brunetto. E complementa: “Fazendo um cálculo inicial, foram feitos R$ 65 milhões em negócios esse ano.”

A novidade deste ano foi o balcão de empregos. Ao todo, 6.576 currículos foram entregues. “Desses, 789 foram encaminhados para as diversas vagas e ainda está ocorrendo o direcionamento de currículos”, afirma o secretário da Semedes.

Na primeira edição da Feira de Negócios e Emprego, participaram um pouco mais de 30 empresas. Na segunda, foram 130.