09/10/2017
FOLHA DO CARRO
Toro 2.4 fica mais esperta e gastona e mantém conforto
Com novo motor flex de até 186 cv, picape média da Fiat ganha boa disposição e agilidade
Lucia Camargo Nunes

Sucesso de vendas da Fiat, a picape Toro ganha mais fôlego com a chegada da versão Flex 2.4, com motor forte de até 186 cv de potência e 24,9 mkgf de torque. Isso significa boa disposição em arrancadas e retomadas de velocidade. Ajuda nesse trabalho a caixa automática de 9 velocidades.

Problema está no consumo, um pouco alto: pelo programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular do Inmetro, que faz a medição em condições favoráveis, essa Toro 2.4 indica na cidade 5,9 km/l com etanol e 8,6 km/l com gasolina. Na estrada, consome 7,4 e 10,8 km/l, respectivamente com etanol e gasolina. Mas esse foi o objetivo: fazer uma opção mais esperta da picape, para acelerar.


Por suas dimensões menores que picapes mais grandalhonas, a Toro é fácil de conduzir nos centros urbanos, a suspensão é bem acertada e confortável e sua posição mais alta de dirigir é outra vantagem. Uma picape com vantagens de automóvel. Embora a caçamba deixe a desejar. Nela, mal cabe uma bicicleta, que precisa ter uma das rodas retirada para que se encaixe no espaço.

De série, a Toro 2.4 traz cobertura marítima de caçamba, monitor de pressão dos pneus, comandos de áudio e troca de marcha no volante, direção elétrica, ar-condicionado de 2 zonas e hillholder, entre outros, a R$ 100.270. Por mais R$ 9.123 leva-se o Kit Road, que conta com faróis de neblina, sensor de chuva e crepuscular, rodas de 17” e pneus 225/65, entre outros itens.