21/07/2017
ESPORTES
Atleta polonesa treina e negocia com o Barueri
Kasia Skowronska-Dolata está na cidade se recuperando de uma lesão e pode ser um dos reforços do Hinode Barueri, que estreia na Copa São Paulo no final do mês
Lucia Camargo Nunes
Kasia faz treinos de reabilitação em Barueri (Foto: Hinode/Divulgação)

OHinode Barueri está recebendo uma visita especial nas últimas semanas. A oposta Kasia Skowronska-Dolata, um dos maiores nomes do vôlei polonês nas últimas décadas, veio ao Brasil a convite do treinador da equipe, José Roberto Guimarães, e está treinando diariamente no Sportville Centro de Treinamento, em Barueri.

A polonesa de 34 anos estava jogando pelo Bergamo, da Itália – era a maior pontuadora do clube e uma das cinco maiores da Liga Italiana. No final de janeiro, no entanto, sofreu uma lesão grave e voltou ao seu país para a cirurgia de reconstrução do ligamento cruzado anterior do joelho direito. Em processo final de recuperação, Skowronska está em negociação para defender o Hinode Barueri nesta temporada.

Zé Roberto trabalhou com a oposta no Fenerbahce, da Turquia, e no Pesaro, da Itália. “Nunca perdemos o contato. É um excelente técnico, com um coração gigante para o vôlei, e uma pessoa maravilhosa. Tenho muito respeito e muita admiração por ele. Confio nele. Por isso, quando ele me convidou, não tive medo de vir ao Brasil. Só fechei os olhos e comprei a passagem”, contou a atleta, que chegou ao Brasil em 25 de junho e volta para casa em 28 de julho.

Sem poder fazer tantos treinos em quadra, apenas leves toques na bola, sem exercícios como salto, a polonesa tem se dedicado ao fortalecimento muscular e também aproveita para descansar. “Estou me sentindo em casa. Eu precisava mudar de ares, porque a reabilitação é longa e difícil. E aqui tem sido ótimo. A energia positiva das meninas do Hinode Barueri e todo conforto que o Sportville oferece, com condições de me concentrar e relaxar, estão me ajudando muito.”

O primeiro objetivo de Skowronska é estar totalmente pronta para voltar a jogar. Depois, então, decidirá sobre seu futuro. “Estou trabalhando para recuperar meu joelho. Se eu não estiver bem, de nada adianta pensar o que vou fazer. Preciso voltar à Polônia para fazer fisioterapias e testes de massa muscular e em meus ligamentos. Mas estou muito feliz aqui. Sempre sonhei em jogar no Brasil e espero que, agora, meu sonho se torne realidade”, finalizou.