04/05/2017
ESPORTES
Barueri incentiva as artes marciais
Evento de Jiu-Jítsu arrecada 6 toneladas de alimentos para Fundo de Solidariedade
Competição de jiu-jítsu reuniu mais de 5.750 atletas do Brasil todo no ginásio de Barueri. Foto: Divulgação

Terminou no dia 30 de abril o maior campeonato de Jiu-Jítsu do mundo, de acordo com a secretaria de Esportes de Barueri, no Ginásio Poliesportivo José Corrêa.

O evento contou com 5.750 atletas, em diversas categorias, que ao longo de uma semana lutaram por suas academias e pelas medalhas na competição nacional. Paralelamente foram arrecadadas quase 6 toneladas de alimentos que serão doados para o Fundo Social de Solidariedade Estrela Guia.

O secretário de Esportes da cidade, Tom Moíses, elogiou o torneio e pontuou alguns aspectos que extrapolam a medida dos tatames. “Foram mais de 20 mil espectadores entre atletas e famílias. O evento causou pleno aquecimento do comércio local como hotéis, padarias, postos de combustível, restaurantes, farmácias, táxis, Uber e lanchonetes entre outros. Além disso, milhares de pessoas ao redor do mundo conheceram um pouco mais de Barueri assistindo ao Campeonato Brasileiro de Jiu-Jítsu ao vivo pela internet.”

Entre os destaques, dois nomes de peso no cenário mundial do BJJ, Leandro Lo, campeão nas categorias superpesado e absoluto e Talita Nogueira “Treta”, campeã na categoria superpesado. Com muita categoria passaram por suas lutas sem muitas dificuldades.

Para Leandro Lo é sempre importante disputar um grande campeonato: “Este foi um campeonato de alto nível técnico. Os atletas estavam muito bem preparados e isto é ótimo para evolução do esporte”, ressaltou o lutador da NS Brotherhood, também  equipe de Talita.

Artes marciais
Neste sábado, 6, será a vez do 5º Torneio Integração de Artes Marciais, no Ginásio José Corrêa, a partir das 13h30. As modalidades representadas durante o evento são judô, karatê, kung-fu e o taekwondo. Contudo é bom lembrar que as escolas de esportes de Barueri oferecem também outras modalidades das artes milenares como o jiu-jítsu, muay thai e também capoeira. O torneio deve atrair bom público, já que as quatro modalidades somam mais de 1 mil alunos.

Segundo o diretor de artes marciais, professor Rui Koike, “a quadra do ginásio será dividida em quatro. Devem participar quase 700 alunos. Todas crianças até 11 anos vão receber medalhas. Dos 12 anos em diante apenas os três primeiros. O evento serve para mostrar a união entre os discípulos e também para que eles conheçam mais profundamente o que cada modalidade tem de bom”.