26/10/2017
ECONOMIA
Empregabilidade é um dos focos da secretaria
Magoo, à frente da pasta de Indústria, Comércio e Trabalho tem várias metas
Haydée Eloise Ribeiro

Qualificar mão de obra local e criar novos postos de trabalho. Esse é um dos caminhos da Secretaria de Indústria, Comércio e Trabalho de Barueri, que mudará para Alphaville (leia abaixo). “O nosso foco é a empregabilidade, buscando parcerias com emprsas”, afirma o secretário Joaldo Macedo Rodrigues (Magoo). Segundo Magoo, Barueri tem várias vagas em aberto. Porém, muitas delas não são preenchidas por moradores da cidade. “Chegamos a uma conclusão: falta qualificação profissional”, destaca ele.

Em breve, a prefeitura disponibilizará cursos rápidos em diferentes áreas, com enfoco na qualificação e na reciclagem dos profissionais. “Teremos cursos custeados pela prefeitura e em parcerias com empresas”, explica o secretário. Hoje, a prefeitura tem dois cursos de informática custeado por empresas. Tenho dois de informática custeado por empresas já.

Magoo ressalta que há uma considerável porcentagem de jovens desempregados no município. “Ainda estamos fazendo um levantamento para ter indicadores, mas, em média, esse número é na ordem de 20%. Mas essa porcentagem não é oficial”, conta o secretário. “Queremos qualificar e encaminhar para o mercado de trabalho. Barueri tem se destacado e melhorado na empregabilidade, mas ainda há muita gente desempregada”, destaca Magoo.

Desburocratização
Outra ação é a implantação recente do Via Rápida Empresa (VRE), ferramenta on-line do governo do estado que facilita e agiliza consideravelmente a abertura ou a alteração de empresas. “Pretendemos mudar o processo de abertura de uma empresa, que hoje é de 10 a 15 dias, para 2 a 5 dias. Traremos mais empresas e fomentaremos o desenvolvimento, trazendo postos de trabalho”, destaca.

“Tento conversar bastante com os empresários para entender suas demandas. Boa parte deles não conhecia a secretaria. E queremos que se sintam acolhidos”, afirma o secretário Joaldo Macedo Rodrigues (Magoo), da secretaria de Indústria, Comércio e Trabalho de Barueri. Segundo Magoo, o empresariado busca mais parcerias. Além de soluções para problemas que enfrentam no dia a dia.

O secretário cita um exemplo. “Um empresário pediu poste na frente de sua companhia. Estava pedindo havia quatro anos. Outro pedia um ponto de ônibus. Estamos agilizando esses pedidos, que são dos mais simples ao mais complexos”, explica ele.
A Casa do Trabalhador, onde são disponibilizadas vagas, também está sendo divulgada.

Segundo o secretário, uma das preocupações do empresariado é com a mobilidade urbana. “Temos a melhor infraestrutura do estado, rodovia estadual que corta o município, três aeroportos próximos, o porto de Santos, faculdade, etc. Temos infraestrutura para dizer ao empresário que seu colaborador vai viver com qualidade de vida. E que este é um ótimo lugar para fazer negócios. Por isso, é preciso melhorar ainda mais a mobilidade. A prefeitura já está fazendo melhorias”, afirma Magoo.

A prefeitura estuda a possibilidade de implantar o Veículo Leve sob Trilhos (VLT). “Foi encomendado um estudo e é possível. Vamos atuar no próximo ano nessa questão”, ressalta o secretário.

ISS
Com novo ISS, Barueri deixa de arrecadar em torno de R$ 290 milhões. Maggo destaca que a primeira medida é a contenção de despesas, ou seja, redução de custos, mas investindo nas áreas mais necessárias. “Outra ação é conscientizar aqueles que operam sua empresa no mercado informal. E já está dando resultado”, diz ele.

O objetivo é fazer com que essa empresas façam sua inscrição municipal e recolham. “Na formalidade, inclusive, elas têm acesso ao crédito no nosso Banco do Povo”, diz Magoo.

Secretaria mudará sede para Alphaville
No máximo em 30 dias, a secretaria de Indústria, Comércio e Trabalho de Barueri estará em sua nova sede, localizada em Alphaville, na alameda Araguaia. Será o primeiro prédio da prefeitura instalado no bairro.

“Nós temos que estar mais próximos do empresariado. Alphaville é o nosso polo e precisamos estar mais próximo dele”, destaca o secretário Joaldo Macedo Rodrigues (Magoo).

Além disso, o secretário ressalta a elevada quantidade de empresas instaladas em Alphaville. “A maior parte da nossa receita vem de lá. A municipalidade precisa retribuir com prestação de serviços. Precisa ser cuidada com muito carinho”, ressalta ele. Para ele, a região estava abandonada. Com muitos pequenos negócios fechados. “Mas já começamos a mudar esse cenário”, afirma Magoo.

10 meses à frente
Magoo iniciou na secretaria em janeiro, oriundo do setor privado. Foram quase 30 anos, sendo 26 no setor automotivo. Na Renault, seu último trabalho, foram 14 anos como executivo de pós-venda, sendo responsável por 26 concessionárias no interior de São Paulo. “As boas práticas do setor privado podem ser, sim, implementadas no setor público. Ganham a população e o município”, garante ele, que vem trabalhando a produtividade e a eficiência dos servidores, chamados de colaboradores. Magoo é antigo militante político do PSDB. “Sempre gostei de política”, finaliza. (H.E.R.)