10/08/2017
ECONOMIA
Redução de 30% em taxa do CCA
Diminuição no valor condominial é reação à crise e busca novos empreendedores
Haydée Eloise Ribeiro
Sérgio Zeraib, diretor de operações, Mauro Tognini, presidente, e Paulo Sérgio Zanocco, vice-presidente. Foto: Victor Silva/Folha de Alphaville

Pensando na crise na qual o país vem passando e buscando conquistar mais empreendedores, a administração do Centro Comercial Alphaville (CCA) revisou os conceitos relativos ao emprego de recursos financeiros. Logo, manteve a taxa condominial congelada por dois anos, além de ter conseguido reduzi-la em 30% para o próximo exercício fiscal iniciado em junho deste ano.

Isso foi alcançado através de um conjunto de mudanças que envolveu reformulação no quadro de funcionários, readequação de contratos, terceirização de algumas atividades e redução de gastos em geral.

Segundo a administração do CCA, é muito cômodo aos administradores e síndicos repassarem integralmente à taxa de condomínio todos os índices de correção monetária atrelado aos contratos vigentes, além dos reajustes salariais pleiteados pelas categorias profissionais, sem contudo se aterem para as possibilidades de melhorias, entre elas, revisão dos processos, governança e gestão, reavaliação dos contratos, bem como a identificação e eliminação de gastos que não agregam valor.

Diminuição
“A redução de gastos foi basicamente na revisão do organograma com reformulação do quadro de funcionários reduzindo níveis hierárquicos buscando otimização dos processos. Há alguns estudos de terceirização em andamento. Conseguimos também outras reduções com renegociações de contratos e reavaliação dos gastos. Haverá investimentos na capacitação dos funcionários de modo a otimizar as operações”, explica Mauro Tognini, presidente do CCA.

Segundo Tognini, todas as mudanças propiciaram expressiva ampliação da sinergia entre funcionários, clientes empreendedores. “Temos recebido ‘feedbacks’ positivos da cadeia de clientes internos e externos”, destaca o presidente.

Embora as mudanças sejam muito recentes, a administração do CCA já pode medir os resultados positivos, “com o grau de satisfação expressado espontaneamente por empreendedores e investidores. Certamente a redução da taxa condominial impactará na atratividade de novos negócios”, complementa o vice-presidente, Paulo Sérgio Zannoco.

Raio-X
O Centro Comercial Alphaville possui 112.000 m² com 1.300 estabelecimentos comerciais, lojas variadas, restaurantes, cafés, docerias além de diversos serviços como escolas de idiomas, de música, agências de viagem, barbearias, salões de estética, chaveiros, advogados e contadores, entre outros.

“Não é tarefa fácil administrar tudo isso. No entanto, nenhum serviço foi prejudicado com as ações. As 300 câmeras de monitoramento e a segurança 24 horas dos vigilantes continua proporcionando tranquilidade aos 40.000 visitantes e aos 7.000 veículos que visitam o Centro Comercial diariamente e que podem contar com um ambiente seguro e muito bem cuidado”, diz Sérgio Zeraib, gerente de operações.

Segundo Zanocco, “os ganhos obtidos, tanto na redução dos custos quanto na melhoria operacional e de gestão, são frutos de muito esforço, que vem sendo desenvolvido conjuntamente com a nova administração e Conselho Deliberativo do Condomínio Centro Comercial Alphaville.”

Ainda de acordo com o vice-presidente, a equipe do Centro Comercial continua trabalhando arduamente, tendo também como base um novo planejamento estratégico. “Hoje podemos afirmar que temos a menor taxa condominial da região, o que aliado à valores de locação competitivos e a uma completa infraestrutura, , faz com que o Centro Comercial Alphaville seja bastante atrativo aos empresários e investidores”, finaliza Zanocco.