06/04/2017
ECONOMIA
Páscoa: alta de até 2% nas vendas
Para associação de Barueri, ticket médio deve ficar entre R$ 30 e R$ 50.
Lucia Camargo Nunes

A Páscoa deverá movimentar R$ 2,1 bilhões no país, crescimento de 1,3% em volume de vendas – já descontada a inflação –, na comparação com 2016. A estimativa é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Este pode ser o maior aumento real de faturamento para o período desde 2014, quando o volume de vendas cresceu 2,6%.

Já a geração de vagas será menor em relação a 2016. A expectativa é que sejam gerados 10,7 mil postos de emprego, ante 11,3 mil do ano passado.
A Luandre, consultoria de recrutamento e seleção, disponibilizou cerca de 200 postos de trabalho remanescentes para a Páscoa. “De 2016 para 2017, crescemos 8,48% no total de vagas oferecidas para o ciclo completo da indústria e comércio de Páscoa. Estamos acompanhando a movimentação do mercado e bastante confiantes”, afirma Fernando Sanroman Baeta Medina, diretor de Operações da Luandre.

Para Denis Fernandes, gerente da Associação Comercial e Industrial de Barueri (Acib), as expectativas nas vendas não são muito animadoras. “Está na casa de 1,5% a 2% sobre o ano passado. Depois de um ano difícil, a economia está ensaiando uma recuperação, por isso as projeções de venda estão mais comedidas. Este leve crescimento não pode ser interpretado como algo animador, que faça com que os lojistas ousem nas vendas”, afirma. De acordo com o presidente da Acib, Moacyr Felix, o ticket médio deve ficar de R$ 30 a R$ 50.

Para atender à alta demanda da época – a mais importante do calendário para a fabricante de chocolates Cacau Show – foram abertas mais de 6.600 mil vagas temporárias no país, com experiência em vendas. Para essa Páscoa, a empresa tem previsão de crescer 14% nas vendas. Serão produzidas cerca de 8,5 mil toneladas de chocolate. E a Cacau Show possui taxa de efetivação de 30%. Por isso, os funcionários que se destacarem em suas funções poderão fazer parte do quadro efetivo das lojas.

Já a rede Walmart investiu em itens importados e exclusivos para o período e espera crescimento de duplo dígito. Para presentear, ovos de Páscoa de tamanhos menores e tabletes. A rede traz barras de chocolate importadas a partir de R$ 3,98, com os tabletes italianos da Di Costa. Há ainda o chocolate suíço Swiss Alps e Swiss Selection e belga Jacques. Além dos tradicionais bolos de Páscoa The Bakery, de fabricação própria, outra novidade do Walmart é o Panetone Di Páscoa.