20/11/2017
COLUNISTAS
Título mais do que esperado
Colunista da Folha de Alphaville

A conquista do Corinthians no Campeonato Brasileiro era mais do que esperada. A vantagem que o time acumulou no primeiro turno era quase impossível de ser revertida. Nem quando o Palmeiras ameaçou assumir a liderança eu, pessoalmente, tive qualquer dúvida sobre o resultado final da competição.

Esse campeonato, aliás, reforçou o ensinamento de anos anteriores. Na fórmula de pontos corridos todo jogo é importante. E vou mais longe: os primeiros jogos são muito mais importantes. São eles que balizam o que vai acontecer adiante. Quem larga na frente administra resultados e situações, joga com menos pressão, com estádios mais lotados como mandante. Tem a correnteza a favor.

Assim foi o Corinthians este ano. Saiu na frente, abriu larga vantagem e ninguém alcançou mais. Méritos especiais para três personagens: o técnico Fábio Carille, com quem tive a honra de trabalhar no Barueri, o diretor Flávio Adauto e o centroavante Jô. Os três saíram do descrédito para a glória. Carille teve uma passagem irregular no cargo no ano passado, logo após a ida de Tite para a Seleção. Flávio Adauto não estava em evidência, muitos não o conheciam. E Jô já havia passado pelo clube e a torcida não gostava dele.

Os três deram a volta por cima. E muito bem dada. O treinador mostrou que os vários anos como assistente lhe deram bagagem e capacitação. O dirigente foi hábil e discreto, sem querer aparecer mais do que devia. E o atacante fez o que dele se espera: gols. Sobre Jô fica apenas a restrição em relação ao comportamento, afinal, depois de ter sido beneficiado pelo fair play de Rodrigo Caio, ele teve algumas atitudes bastante reprováveis.

Assim foi o Campeonato Brasileiro de 2017, vencido por quem mais soube jogá-lo. E perdido por quem gastou muito e produziu pouco.




Jornalista e administrador esportivo. Trabalhou nos principais veículos de comunicação do país, foi gerente de futebol do Grêmio Barueri e secretário de esporte da cidade. Atualmente é âncora e comentarista da Rádio Transamérica.