12/06/2017
COLUNISTAS
Vai resolver?
Colunista da Folha de Alphaville

Troca de treinador sempre causa uma esperança no torcedor. Mas, mais importante do que o fato em si, são questões fundamentais que têm tirado o sono do torcedor do Santos. Vamos a elas:

1 - Como pode um time como o Santos, que se reforçou bastante, não ter ainda jogado uma partida convincente até a metade da temporada?

2 - Se foi contratado um zagueiro por 2 milhões de euros, porque ele não joga, sendo que o rapaz que joga no lugar dele entrega o ouro na grande maioria dos gols que o time sofre?

3 - Por que contrataram um jogador por 4 milhões de euros, jogador esse que chuta quando tem que cruzar e cruza quando tem que chutar e, ainda por cima, acumula expulsões?

4 - Quem indicou o lateral que veio de Goiás e que não tem nível nem para passar na porta da Vila Belmiro?

5 - Estariam Renato e Ricardo Oliveira acabados para o futebol ou apenas atravessando um mal momento?

6 - Com todos os parâmetros que a ciência oferece nos dias de hoje, como deixaram Lucas Lima sofrer uma contusão muscular?

7 - O que houve com o futebol de Thiago Maia após a Olimpíada?

8 - E com Vítor Bueno?  Qual é o problema?

9 - E o preparo físico? Seria essa a explicação para o futebol ridículo do segundo tempo contra o Corinthians?

10 - Há algum outro problema interno que está influenciando na motivação e na entrega dos jogadores?

11 - Há 10 anos o Santos começa o Campeonato Brasileiro perto da zona de rebaixamento. Por que não foram tomadas providências este ano para evitar que isso ocorresse?

Agora é aguardar pelo novo treinador, Levir Culpi. Como vimos na quarta-feira, apesar da vitória contra o Botafogo, trabalho para ele não vai faltar.

 

 

 

 




Jornalista e administrador esportivo. Trabalhou nos principais veículos de comunicação do país, foi gerente de futebol do Grêmio Barueri e secretário de esporte da cidade. Atualmente é âncora e comentarista da Rádio Transamérica.