11/01/2018
CIDADE
Sem fiscalização, Alphaville vira depósito de fios
Moradores convivem com o problema há anos
Gláucia Arboleya
Pedestres precisam desviar dos fios nas calçadas (Foto: Rodrigo Albertini/Folha de Alphaville)

O bairro de Alphaville pas­sou a ser um “depósito” de fios. O problema de cabeamento, sobre as calçadas, pendura­dos, emaranhados, já virou um pesadelo para os moradores e pode ser visto em praticamente todas as vias. As reclamações são cotidianas. Os pedestres precisam desviar das calçadas para poderem passar, muitos fios estão tão pendurados que quase encostam nas cabeças das pessoas. Procurada pela reportagem da Folha de Al­phaville, a Prefeitura de Barueri afirmou que “tem no­tificado as operadoras e con­cessionárias sobre os fios, e até já cientificou a Anatel.

Jacob Nir, morador do bair­ro há 20 anos, diz que a situa­ção é de abandono. “Parece que não tem dono esse negó­cio, tudo quebrado, tudo pen­durado. O problema nunca é de ninguém. Vai chegar um dia que todas as empresas de Alphaville vão parar de fun­cionar porque há cabos aban­donados de sistemas anterio­res junto com novos”.

Já o presidente da Associa­ção Residencial e Empresarial Alphaville (AREA), Geraldo Michelotti, acredita que a questão esteja na pauta dos administradores e as prefei­turas se preocupam, mas não resolvem. “ Como cidadão de Alphaville a gente vê que é um absurdo. Onde passamos tem essa quantidade enorme de fios atrapalhando. Os fios ficam por dias nas ruas até os responsáveis colocarem nos lugares. É um problema que está se tornando grave”, falou.

Foi relatado pelos morado­res fogo nos fios de um poste na Alameda Grajaú há mais de uma semana e o reparo só foi feito na terça-feira (9), quando a reportagem esteve no local.

O promotor de Barueri, Marcos Lyra, explicou que não há segurança. “Inicialmen­te pelo inquérito civil, foram requisitadas informações do município de Barueri e da Aneel sobre a existência de normas em relação à seguran­ça dos postes de transmissão de energia e a concentração de cabos. Apenas a Aneel respon­deu, no sentido de que as nor­mas existentes são da ABNT. Estas normas têm um enfoque na segurança e na eficiência do sistema de transmissão de energia. Não há preocupação com a segurança pública”. O promotor pretende discutir com o município e a própria Eletropaulo, o nível de segu­rança desta concentração de cabeamento e o mínimo de cui­dado de estética urbana.

Fiação Subterrânea

Um antigo projeto previa a mudança de fiação aérea para subterrânea em Santana de Parnaíba, no Centro Histórico, inclusive estava previsto or­çamento à ser repassado pelo Fundo de Patrimônio Cultu­ral; mas não houve prossegui­mento. Em Barueri, a Prefeitu­ra aterrou os fios no centro da cidade, próximo ao Bulevar Central.