01/12/2017
CIDADE
Polícia investiga furto no Residencial Zero
Segurança Invasor levou dinheiro, mas deixou diversas impressões digitais
Haydée Eloise Ribeiro
audacioso. Invasor rondou toda o imóvel, checando todas as portas de correr, até encontrar alguma aberta

O vídeo de uma pessoa invadindo uma residência no Alphaville Zero agitou Alphaville. As imagens mostram um homem percorrendo a área externa da casa, após ter pulado um dos muros laterais, que possui um terreno não edificado ao lado, na madrugada de sábado (25) para o domingo (26). “Estava assistindo TV quando vi nas imagens do monitor do sistema de segurança uma pessoa rondando nossa casa”, conta Liliane Pereira de Melo Brito.
A primeira ação da moradora foi acordar o marido e correr para o quarto das crianças e trazê-las para o seu cômodo. “Ficamos com medo dele fazer os nossos filhos de reféns. Não conseguimos dormir mais”, acrescenta ela.
O invasor foi checando todas as portas de correr do imóvel até encontrar uma porta aberta, a da sala de estar, no fundo da casa. “Ele ficou cerca de três minutos vasculhando o escritório e levou em torno de R$ 600. Havia impressões digitais pelo cômodo. Ficamos receosos que a pessoa estivesse escondida em algum local do imóvel”, afirma o advogado José Valmi Brito.
A Guarda Municipal de Parnaíba atendeu a ocorrência e realizou vistoria na residência. “Apenas esperávamos que a segurança do residencial chegasse mais rapidamente e nos desse uma maior atenção após o ocorrido”, acrescenta Liliane.
Foi realizada perícia na casa e impressões digitais foram colhidas. “As imagens também irão ajudar nas investigações”, diz Dr. Ednelson de Jesus Martins, delegado do 2º DP de Alphaville. Esse é um caso de furto. “O invasor foi entrando e avançando até encontrar uma oportunidade”, diz o delegado.

Fotos: Reprodução

Segundo a Superintendência de Segurança da Associação Residencial Zero, o sistema de segurança não foi violado. Não foi detectada invasão perimetral, ou seja, através do muro nem pela portaria. O invasor foi introduzido no residencial através de um morador, prestação de serviços ou pela própria segurança. Não houve arrombamento e ele não estava armado. Foi enviado um comunicado aos moradores. A superintendência alega que chegou rapidamente ao local.

Segundo Liliane, em assembleia já agendada pelo residencial, o assunto do furto em sua residência foi abordado, além da segurança no condomínio. Os moradores estavam preocupados com os últimos furtos. Segundo fonte, o invasor pode ser o caseiro de uma das residências.