02/11/2017
CIDADE
Canil de Barueri começa a operar no ano que vem
Os cães são importantes nas ações dos guardas em locais difíceis de acessar 
Haydée Eloise Ribeiro
Unidade de Santana de Parnaíba serviu de exemplo para a implantação em outras cidades. Foto: Divulgação

Barueri também contará com um Canil da Guarda Civil Municipal, que deve entrar em operação no ano que vem.

A lei municipal 2.563, de 6 de outubro de 2017, instituiu o Canil da Guarda de Barueri. “Já estamos preparando toda a estruturação e fundamentação jurídica. O cão no patrulhamento é muito eficiente”, afirma o inspetor Toni Alves Leite, responsável pela Companhia Especializada da corporação, que, além da Romu (Ronda Ostensiva Municipal) e do GTM (Grupamento Tático de Motocicletas), passa a agregar o Canil.

Os cães auxiliarão no patrulhamento ostensivo e preventivo, policiamento de eventos, operações de busca, captura de fugitivo, resgate e salvamento, detecção de entorpecentes, explosivos, armamentos e de pessoas, além de atuarem no controle de distúrbios civis e em atividades educativas ou terapêuticas. “Um cão farejador de entorpecentes consegue fazer em oito minutos o que 15 homens demorariam seis horas. Isso otimiza o tempo e auxilia no combate ao tráfico de drogas”, destaca Leite, dono do Ayllon, cão com adestramento policial.

Os cães poderão ser comprados ou recebidos através de doação. Futuramente, as crias de animais já pertencentes ao Canil também poderão ser incorporadas. Serão realizados regularmente cursos e estágios de cinofilia e de condutor de cão.

Santana de Parnaíba já possui Canil, com nove cães. Além de auxiliar os guardas no policiamento, participam de projetos sociais e fazem apresentação em eventos e entidades. O Canil da Guarda Municipal Comunitária serviu de modelo para formação de equipes em Itapevi e Cajamar. Por conta do faro aguçado, os cães são fundamentais nas ações da guarda municipal ou na perseguição em locais de difícil acesso.

Guardas Civis Municipais de Itapevi participaram, entre 26 e 28/10, do curso Captura em Mata, realizado em Capivari, interior de SP. Com 20 horas de carga horária, o curso tratou de noções de Cinotecnia, ciência responsável pelo estudo da anatomia, comportamento, psicologia e fisiologia dos cães.
A corporação levou cinco cães do Canil para os treinamentos.