06/10/2017
CIDADE
Zona Azul em toda alameda Madeira
Lado direito da via terá uso obrigatório do cartão
Haydée Eloise Ribeiro
Rotativo. O horário do cartão é das 7h às 19h, de segunda a sexta

Atualmente, 1.300 cartões, aproximadamente, de cartões Zona Azul são comercializados por dia na alameda Madeira. Isso não significa que é essa quantidade seja a mesma de carros, já que é permitido adquirir dois cartões ao mesmo tempo.

Agora, será implantado o sistema Zona Azul também no lado direito da alameda, do lado do supermercado Pão de Açúcar. Motoristas deixam o veículo nessas vagas e vão para o trabalho. Ou seja, deixam o dia inteiro. “Para que possamos reaproveitar essas vagas, colocaremos Zona Azul. A rua já é regulamentada para isso”, conta José Luiz Pinheiro, diretor técnico de planejamento do Demutran, que contou a novidade na reunião mensal de setembro do Conselho Comunitário de Segurança de Alphaville – Tamboré (Conseg). No lado esquerdo e no meio da via já é exigido o uso do cartão, que custa R$ 2 cada e vale por uma hora.

Segundo Pinheiro, as pessoas que vão usar o Centro Comercial Alphaville, o banco e o supermercado “não tem como utilizá-las porque as vagas são ocupadas o dia inteiro.”. Esse trecho direito possui vaga de Carga e Descarga. “Refaremos as vagas e essas continuarão”, enfatiza.
Na gestão do prefeito anterior, Gil Arantes, falou-se da possível implantação de parquímetros no município. Mas, a secretaria de Segurança e Mobilidade Pública planeja, no futuro, em implantar o sistema digital, como ocorre na cidade de São Paulo. “O parquímetro não é viável, dá muito trabalho. Pensa-se em um sistema mais inovado”, explica o diretor técnico. Não há um prazo para o começo do Zona Azul nesse trecho da Alameda Madeira. Só que será ainda esse ano. “Precisamos implantar a sinalização. E depois de 72h vou poder usar as vagas para o uso do cartão”, enfatiza ele.

Em outras vias de Alphaville também planeja-se a implantação do Zona Azul. As alamedas Grajaú e Itapecuru são algumas delas. “Locais com comércio possuem uma demanda maior de rotatividade. Logo, necessitam do uso do cartão”, afirma Pinheiro. Essa área possui consultórios médicos, dentários, o cartório, entre outros. “O estacionamento do cartório não comporta todo o uso”, destaca o direto técnico do Demutran.

Sinalização. Alameda Madeira já possui regulamentação para implantação nesse trecho

O direto técnico do Demutran explica que se o carro chega e utiliza a vaga, não precisa ficar rodando a procura de uma. “Dessa forma, há uma rotatividade maior, com o veículo não passando sempre no mesmo local. Diminui-se a quantidade de veículos transitando na via”, afirma Pinheiro. Consequentemente, o resultado é menos congestionamento. “Cresceu muito a demanda de veículos. Hoje há grande facilidade para a sua aquisição”, finaliza ele.