19/05/2017
CIDADE
Obra do Sistema São Lourenço é retomada
Com investimento de R$ 2,21 bilhões, as obras estão em finalização
Parte do reservatório do Sistema São Lourenço, em obras

No dia 12 de maio, o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Paulo Dimas Mascaretti, autorizou a retomada das obras do Sistema Produtor São Lourenço, realizadas pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). A decisão suspendeu os efeitos da liminar, concedida no dia 5 de maio, pela juíza Maria Gabriella Spaolonzi, da 13ª Vara da Fazenda Pública da capital.

Na decisão, o magistrado destacou que a obra já atingiu percentual físico de 71% de execução e que, caso mantida a liminar, haveria risco de rompimento do contrato da Sabesp com parceiro privado. O presidente do TJ destacou também que “os estudos ambientais realizados e o licenciamento contemplam a preocupação com os impactos ambientais na bacia hidrográfica provedora – e não apenas aos trechos que serão atravessados pela adutora para o transporte de água –, definindo a área de influência do empreendimento, com expressa consideração das particularidades de toda região, em especial o seu regime pluviométrico e hidrológico, dentre outras questões técnicas relevantes”.

Projeto
O Sistema Produtor São Lourenço é um empreendimento da Sabesp que levará a água da represa Cachoeira do França, no município de Ibiúna, até a porção oeste da Região Metropolitana de São Paulo, abastecendo cerca de 2 milhões de pessoas em Cotia, Vargem Grande Paulista, Itapevi, Jandira, Barueri, Carapicuíba e Santana de Parnaíba.

Com investimento de R$ 2,21 bilhões, as obras estão em finalização e a previsão é que o sistema comece a operar, de maneira assistida, até o final deste ano.