19/05/2017
CADERNO A
Churrasco bem preparado, sempre
O morador de Alphaville dá dicas de grelha, preparo da carne, etc.
Haydée Eloise Ribeiro Maciel
Sérgio Zuffo comanda a churrasqueira praticamente todos os finais de semana, além dos feriados. Foto: Tânio Marcos/Folha de Alphaville

Outro morador de Alphaville apaixonado em preparar um bom churrasco é Sérgio Zuffo. O administrador de empresas aprendeu vendo o pai preparar no interior do Paraná e também com os amigos, em eventos de futebol, por exemplo. “O churrasco aqui em casa é prato de praticamente todos os finais de semana e também nos feriados”, afirma Zuffo.

O administrador de empresas lista diversas dicas para preparar um bom churrasco e torne a refeição ainda mais agradável, seja com os amigos ou em família. Primeiramente, Zuffo destaca que deve-se comprar a carne em um açougue conhecido. “Escolher bem a carne, com tamanho padrão da peça versus peso”, diz o especialista em assar carnes.

A churrasqueira deve ser de preferência de alvenaria e fechada nos lados e no fundo. “Utilize a grelha (modelo Argentina) para grelhar a carne a uma altura de 15 ou 20 cm da brasa”, acrescenta Zuffo. “Use carvão e alguns pedaços de lenha. Despeje o saco todo no canto da churrasqueira e, aos poucos, puxe o carvão para a brasa”, destaca o morador. E acrescenta: “A lenha confere um sabor especial, de sensação de defumado.”
Zuffo compra diversos cortes para seu churrasco. Entre eles, a Maminha, a Picanha e a Alcatra. “Opte por cortes altos para que a carne fique mais suculenta. Na hora de prepará-la, fica a dica: utilizar sal grosso para temperar a carne, e salgar os dois lados sem exagero”, afirma ele.
Para o preparo, ele sugere virar a carne somente uma vez e com o auxílio de um pegador. “Nunca fure a carne com garfo enquanto estiver manuseando-a. A carne não pode ser furada para não ficar ressecada”, explica o morador de Alphaville.

Outra especialidade de Zuffo é a Costela. “O ideal é deixá-la na churrasqueira por algumas horas, três horas ou mais, e com fogo brando e a uma altura de 40 cm”, destaca ele.

Algumas pessoas têm o costume de jogar restos de carne e outros itens na churrasqueira. Zuffo é categórico: não se deve ter essa atitude. “Isso estimula muito o fogo e as chamas podem estragar a carne”, explica.

Já aperitivos – linguiça, pão de alho, queijo coalho/parmesão – são preparados e servidos antecipadamente. Outra preocupação do churrasqueiro é com o ambiente do churrasco. “O espaço deve estar sempre limpo durante o evento”, finaliza Zuffo.