04/05/2017
CADERNO A
Churrasco no açougue é programa de sábado
Casa em SPprepara suculentas peças a preço de etiqueta
Lucia Camargo Nunes
A chef Carol Aranha auxilia os clientes nas escolhas

À primeira vista, o Feed é um açougue e empório com decoração moderna em uma movimentada rua do Itaim Bibi. A casa, em um longo corredor com geladeiras e prateleiras com itens para churrasco, foi inaugurada em 2014, baseada na experiência do empresário e pecuarista Pedro Merola.

Mas aos poucos foi ganhando novos formatos. Durante a semana, passou a oferecer um almoço executivo com suas carnes e acompanhamentos. Mais recentemente prolongou a ideia para um almoço informal (em mesas e cadeiras altas), em um salão no fundo. Funciona assim: o cliente escolhe um corte – a casa trabalha com gado da raça Angus. Se precisar de uma consultoria, a chef Carol Aranha pode ajudar na decisão – ela dá dicas de cortes especiais e outros menos conhecidos e igualmente saborosos. A carne, então, é levada ao Espaço Gourmet e preparada caprichosamente na churrasqueira. O cliente pode se servir de acompanhamentos que variam entre saladas e farofa, gratuitos. O custo será o da etiqueta da carne, o mesmo se quiser levar a peça cru para casa. A ideia é que a clientela deguste os cortes que escolher ali mesmo – ou em alguns casos, pode pedir para preparar na churrasqueira do Feed se não quiser fazer “fumaça” em casa. Essa degustação funciona das 12h às 16h, apenas aos sábados. De opcional, há porção de batata frita (R$ 25). Bebidas também são cobradas à parte – refrigerantes, cerveja premium e vinhos (os rótulos com preço da loja também).

Chorizo macio saído da churrasqueira do Feed


Como o espaço é pequeno as filas são inevitáveis. Mas é possível pedir um pãozinho de alho, espetinho de queijo coalho ou linguicinhas na espera, ao custo da etiqueta.

Essa área gourmet é um espaço agradável, teto direito alto e bem iluminado naturalmente. Sem dúvida uma boa experiência de churrasco. O Feed fica rua Dr. Mario Ferraz, 547.