30/03/2017
CADERNO A
Pizzaria inova com farinha integral
Uma das melhores casas de Sampa desenvolve massa especial
Lucia Camargo Nunes
redonda. Speciale leva mussarela de vaca e búfala, rúcula e pimenta biquinho a R$ 82,10 e mais R$ 2 da massa

A lgumas pizzarias até servem redondas de massa integral, mas nem sempre são 100%. Erik Momo, sócio da 1900 Pizzeria, viajou para os EUA e Itália para estudar uma nova receita. Ele, então, desenvolveu, em parceria com um moinho brasileiro, uma nova farinha de trigo para pizza, de maturação mais longa, de 24 a 72 horas, o que a torna mais leve.

Sem dúvida, a pizza fica mais crocante e saborosa. A reportagem experimentou uma redonda integral de sabores Portuguesa (R$ 82,10 a grande) e Margherita (R$ 76,90) com a massa integral, que é indicada para ser degustada com espessura entre fina e média. A opção integral tem um custo adicional de R$ 2.

A aparência também é diferente: ela é mais escura e tem outra consistência em relação à convencional, mas traz uma crocância diferente. Por ser mais leve, não é difícil chegar à terceira fatia...

Para acompanhar, o chopp Brahma Black vem com colarinho na medida certa (R$ 9,90 o copo de 400 ml).
E este jantar merece ser finalizado em alto estilo: exclusividade da casa, a Giromille é uma massa em forma de rosca assada, polvilhada com açúcar e canela, que pode vir com opções de recheio – escolha entre doce de leite, Nutella, chocolate, banana ou morango – e servida com sorvete de creme a R$ 24,90. É doce, mas inesquecível.

A 1900 possui sete unidades em São Paulo e a visita desta degustação foi feita em um belo e amplo casarão em Perdizes, zona oeste de São Paulo, com mesas no jardim. Site: www.1900.com.br.

A Nutricionista

Consumir uma pizza de massa integral é mais saudável, de acordo com a nutricionista Aline Lamarco, que atende em Alphaville. “O carboidrato integral é mais rico em fibras, tem mais nutrientes e os açúcares são absorvidos mais lentamente pelo organismo. O índice glicêmico se torna menor e a pessoa também demora mais para ter fome”, explica a especialista. Por ser um alimento consumido geralmente à noite torna-se menos “prejudicial”. A massa 100% integral é mais saudável, mas depende também da escolha do recheio, alerta Aline. “Os mais lights seriam sem queijos gordurosos, como atum, frango, escarola, abobrinha, carpaccio. A mussarela de búfala é mais light que a mussarela tradicional, mas não tão light quanto as pessoas pensam”, avisa. “O recomendado seria comer um pedaço, mas quem consegue?”, finaliza Aline.